Livro de Rua na Central!

Ola Amig@s!

O Livro de Rua esta preparando mais uma surpresa para a população.

Na próxima quarta-feira (dia 30 de junho), quem estiver na Central do Brasil para pegar o trem, a partir das 18:00h, poderá fazer o percurso de volta para casa lendo um livro. Qualquer pessoa pode levar um. É de graça e sem burocracia. O único compromisso é passá-lo adiante depois de ler.
Serão distribuídos gratuitamente cerca de 1 mil livros em mais uma ação do projeto Livro de Rua. Tem para todos os gostos: romances, obras científicas, de auto-ajuda, didáticos, religiosos, para crianças e jovens, entre outros.    

 Não fique de fora desta, compareça, participe e ajude a construir um Rio de Janeiro de Leitores e Leitoras!

Pedro Gerolimich – Presidente Instituto Ciclos do Brasil
www.livroderua.wordpress.com
www.livroderua.com.br

Livro de Rua – Luto

O escritor português José Saramago, Prêmio Nobel de Literatura 1998,  faleceu nesta sexta-feira aos 87 anos de idade.

Saramago é autor de densos romances que ficam no limite do fantástico e que convidam o leitor a rebelar-se contra o status quo mundial e suas imensas desigualdades.

Ele nasceu em novembro de 1922 na aldeia de Azinhaga (centro de Portugal). Filho de agricultores sem terra que imigraram para Lisboa, abandonou a escola aos 12 anos para receber formação de serralheiro, um ofício que exerceria durante dois anos.

Depois de um primeiro romance em 1947, “Terra de pecado”, esperou 19 anos para publicar seu segundo livro, “Os poemas possíveis

Em 1969 aderiu ao Partido Comunista, nessa época clandestino, e participou em Revolução dos Cravos de 25 de abril de 1974 que pôs fim à ditadura de Salazar.

Em agosto de 2008, apenas recuperado de uma grave pneumonia, publicou “A viagem do elefante”, seguido, um ano depois, por “Caim”, que descreve de forma irônica o relato bíblico do assassinato de Abel por seu irmão Caim.

Durante a apresentação desse livro, Saramago, que descrevia a si mesmo como um ” comunista libertário”, causou novamente uma polêmica ao classificar a Bíblia de “manual de maus costumes”.

Atualmente estava preparando um livro sobre a indústria do armamento.

“Não será sobre o Corão, mas será sobre algo tão importante quanto todos os corões do mundo: por que não há greves na indústria do armamento”. “Uma greve na qual os operários digam: ‘Não construímos mais armas'”, afirmou, em entrevista em novembro.

“Todo mundo tem armas, vivemos numa sociedade de violência, que é aceita e a televisão está nos dizendo todos os dias que a vida humana não tem nenhuma importância”, acrescentou.

 Em 60 anos, José Saramago publicou cerca de 30 obras: romances, poesias, ensaios e obras teatrais.

O projeto Livro de Rua lamenta a morte deste grande escritor, que com suas obras maravilhosas tentava propagandear um mundo diferente, justo e solidário.

Viva Saramago!

Reportagem do Livro de Rua no Site da Secretaria Estadual de Cultura RJ

O mundo é uma grande biblioteca

Projeto Livro de Rua distribui mais de cinco mil exemplares pelo Estado

Evento em homenagem à Drummond fez sucesso em Copacabana  (Crédito: Divulgação)

Logo do projeto Livro de Rua

Quantos livros você leu recentemente? Caso tenha lido pelo menos um, bem-vindo aos 55% da população brasileira que pode ser considerada leitora de livros. Por achar – e com razão – esse índice baixo, o Instituto Ciclos do Brasil criou o projeto Livro de Rua, que pretende democratizar a leitura no Brasil, ao transformar o país em uma grande biblioteca à céu aberto. Atuando no Rio de Janeiro, em áreas como a Baixada Fluminense e Região Serrana, além da capital, o projeto também já alcançou a capital mineira. Funciona a partir de doações de livros, que são cadastrados e distribuídos em áreas públicas com uma simpática carta que explica a proposta e indica: gostou do livro, ele é seu, mas quando acabar de lê-lo, passe adiante e cadastre o paradeiro dele nosite do projeto.

Com mais de cinco mil exemplares distribuídos desde 2009 em áreas como praças, pizzarias e lan houses, o projeto tem dois eixos principais: a Libertação de Livros e a Biblioteca da Liberdade. A Libertação de Livros consiste em realizar exatamente o que o nome diz. Após cadastrar o livro no site, é só “libertá-lo” em alguma área pública e acompanhar na web as informações das outras pessoas que pegaram seu exemplar cadastrado para ler. Já a Biblioteca da Liberdade transforma qualquer lugar, de padaria à igreja, em ponto de distribuição de livros. Sem censura, o espaço permite que você escolha qualquer título, seja um, cinco ou dez e também deixe alguma obra para o próximo leitor. Existe apenas uma orientação: que após a leitura, o livro seja “libertado” novamente para que outros possam lê-lo, mas sem a obrigação de devolver o exemplar ao local de origem. As regiões onde existem Bibliotecas da Liberdade estão no blog do projeto, sobretudo em áreas carentes, como o bairro de Anchieta e o município de Duque de Caxias.

Segundo Pedro Gerolimich, presidente do instituto, o projeto Livro de Rua é influenciado por um simular movimento internacional: “Em 2008 tivemos contato com o BookCrossing, que defende a libertação de livros para transformar o mundo em uma grande biblioteca. Hoje já atuam em mais de 130 países”, conta. Aqui no Brasil foi preciso adaptar o projeto. “Percebemos que a nossa realidade era diferente de outros países e que a libertação das obras acabava se concentrando em áreas mais nobres da capital. A partir disso, começamos a fazer eventos para divulgar o projeto em outras regiões da cidade e do estado, como o que fizemos agora em Resende, quando foram distribuídos 700 exemplares.”

Livro de Rua busca quebrar o paradigma de uma biblioteca tradicional. Como diz o ditado, “livros não tem pernas”, então, ao invés de ficarem pegando poeira em prateleiras esquecidas, os exemplares são levados até aqueles que tenham interesse pela leitura. A realização de eventos de divulgação possibilita também que os organizadores troquem informações com a população carente de leitura. Segundo dados oficiais, o brasileiro lê em média um livro por ano. Pedro enfatiza que o projeto cresce a cada dia : “Durante o último Viradão Carioca fizemos aBiblioteca na Praia, em Copacabana, onde libertamos mais de mil livros em uma homenagem ao escritor Carlos Drummond de Andrade. Foi interessante notar que as pessoas retornavam para nos doar mais livros. O balanço foi de 1.100 livros libertados e 700 exemplares que recebemos como doação, tudo no mesmo dia!”

Colaboração de Gustavo Durán

Mande seu cartão Amarelo!

Olá a Todos,

Grande novidade! Essa semana o presidente da África do Sul, Jacob Zuma, anunciou a realização de uma Cúpula Internacional para discutir a educação no mundo. O encontro será no dia 7 de Julho, em Cape Town, e o objetivo do encontro é fazer com que os líderes mundiais elaborem um plano para garantir que todas as crianças estejam na escola até 2015.

Não podemos perder essa oportunidade de sermos ouvidos. Para isso, traçamos o seguinte plano: até o dia da Cúpula torcedores do mundo todo e apoiadores do 1GOL escreverão milhares de recados para os líderes mundiais e cartões amarelos especialmente preparados para essa ação. Neles estará escrito que temos que agir com rapidez ou outra geração de jovens verá seu direto à educação negado. Será um aviso universal que os líderes não poderão ignorar. 

Você pode baixar seu cartão amarelo por meio desse link:

www.join1goal.org/r/cartaoamarelobr

Nós imprimiremos seus nomes e recados nos cartões e os entregaremos aos líderes mundiais na Cúpula do dia 7. Juntos, faremos com que todos entendam que um gol de verdade é uma boa educação para todas as pessoas.

Por favor, clique no link abaixo para baixar seu cartão amarelo agora:

www.join1goal.org/r/cartaoamarelobr

Grandes estrelas do futebol, como Palé, Zidane, Cristiano Ronaldo, Sócrates, Zico e muitos outros estão unidos nessa iniciativa para garantir que a educação seja a maior vitória dessa Copa do Mundo. Veja a lista completa de apoiadores brasileiros no site www.marque1gol.ogr.br

Educação é a chave para tirar todas as nações da pobreza. Mas, infelizmente 72 milhões de crianças com idade para freqüentar a escola primária nunca tiveram acesso à educação e uma a cada quatro mulheres são analfabetas.

Isso tem que mudar. Temos que investir mais em educação para garantir acesso a todos.

Se juntarmos nossas vozes para cobrar ação em prol da educação nossos líderes terão que agir. Mas se ficarmos calados, perderemos esse momento histórico. 

Esse é nosso grande momento de mostrar aos líderes mundiais que quando as crianças têm chance de aprender elas aprendem. Torcedores do mundo inteiro estão do mesmo lado nessa iniciativa.

Mande seu cartão amarela hoje:

www.join1goal.org/r/cartaoamarelobr

Obrigado por fazer a diferença.
Time 1GOL: Educação para Todos

Marque 1 Gol pela Educação!

Hoje foi lançada a campanha internacional 1 Gol Pela Educação, no estádio do Maracanã, templo do futebol brasileiro e mundial.

A campanha É uma parceria entre a CGE (Campanha Global pela Educação) e a FIFA (Federação Internacional de Futebol) para divulgar mensagens no sentido de pressionar governos de todo o mundo a cumprirem as metas do Tratado Educação para Todos.

A quantidade de apoiadores do 1GOL cresce diariamente. No Brasil, tem a   adesão de diversos atletas e lideranças ligadas ao esporte, entre eles Viola, Serginho Chulapa, Ademir da Guia, Careca, Rivellino, Luizão, Patrícia Medrado, Raí, Sócrates, Carlos Alberto Torres, Pato, Diego, Robinho, Gilberto Silva, Rogério Ceni, Marcos, Luiz Gonzaga Belluzzo. Ministério do Esporte e o Ministério da Educação.

No exterior já fazem parte da campanha Zinedine Zidane, Cristiano Ronaldo, Rio Ferdinand, Thierry Henry, Nicolas Anelka, Javier Zanetti, Michael Owen, Marcel Desailly, Sir Bobby Charlton, Rania Al-Abdullah (rainha da Jordânia, Hillary Clinton (sec. de Estado americana), presidente da FIFA Sepp Blatter, o ator Kevin Spacey, os cantores Bono Vox, Shaquira, 50cent e outras milhares de pessoas.

No Brasil as ações do 1 GOL são coordenadas pela Campanha Nacional pelo Direito à Educação ao qual o instituto Ciclos do Brasil e o Projeto Livro de Rua são filiados através do Comitê Rio pela educação.

Você pode participar assinando a petição no endereço

http://www.marque1gol.org.br/

Marque este gol você Também!!!

%d blogueiros gostam disto: