O Presente que espero ganhar…

Hoje, um dia após meu aniversário e ao ler as mensagens enviadas por amigos me deparei com este lindo presente de minha amiga Aline Macedo.

Percebi que o melhor presente que posso esperar este ano é ter muita força física e mental para superar as dificuldades colocadas em nosso caminho, percebi que tenho que seguir com a minha missão, que pessoas acreditam em nosso trabalho.

Não é fácil a tarefa de Democratizar a Leitura, distribuir livros é apenas uma ação, uma gotinha nesta terra imensa chamada Brasil, mas também é verdade que “água mole em pedra dura, tanto bate que até que fura”.

Espero em 2013 comemorar outro aniversário, feliz como estou nesse ao perceber que a nossa vida sem uma causa, sem utopias, não vale a pena e que por mais árduo que seja a caminhada, persistir vale a pena!!!
Vem com a Gente, 2012 de Muita Leitura e com um Brasil Melhor!!!

Pedro Gerolimich – Presidente do Instituto Ciclos do Brasil

Tinha um livro no meio do caminho…

Foi um dia para ninguém botar defeito, com muito sol, muita gente na praia e 1.000 livros distribuídos de graça no Calçadão de Copacabana. O feriado de São Sebastião, padroeiro do Rio de Janeiro, caiu como uma luva para o Projeto Livro de Rua, que desde cedo atraía a atenção de quem passava pelo posto 6.

Ali, inspirados pela imagem circunspecta do poeta Carlos Drummond de Andrade, os voluntários do projeto deram mais uma vez sua contribuição ao processo de difusão e democratização da leitura.

Centenas de pessoas paravam diante das estantes cobertas de livros, que se destacavam entre os banhistas e a areia da praia. Curiosidade de uns, interesse de outros.

Entre um livro e outro no meio do caminho, tivemos a grata satisfação de receber dois novos autores de gerações distantes: o já maduro Fernando Weiss, autor de Femina (com vários exemplares distribuídos), e a encantadora Mariene Lino, que aos 9 anos escreveu O Som Misterioso, com belas ilustrações de seu coleguinha Caio Pacheco, da mesma idade.

 A atividade, de cunho sócio-cultural, não se limitou à distribuição dos livros, que, por si só, já fizeram a festa dos cariocas. Foi além. As pessoas chegavam, escolhiam o título que mais lhes agradasse e ainda proseavam umas com as outras.

Funcionou como um espaço de bate-papo, troca de idéias, sugestões e, o que é primordial para a continuidade do projeto, muitas doações e promessas de futuras doações

Mais uma vez, fizemos bonito. Sem esquecer que tudo isso é possível graças ao trabalho e dedicação dos voluntários, assim como à disposição dos doadores em libertar de suas estantes os livros já lidos, para que outros possam desfrutar deles.

É uma corrente pró-leitura, só possível se todos seguirem o nosso lema: ler e passar adiante.

Biblioteca na Praia – Um Presente Para o Rio!

Flyer Virtual Biblioteca na Praia

Sexta-feira, 20, é o Dia de São Sebastião, padroeiro do Rio. Para comemorar, o projeto Livro de Rua oferece um presente à cidade e aos cariocas e seus visitantes: uma Biblioteca na Praia de Copacabana. Será no calçadão, posto 6, ao lado da estátua do poeta Carlos Drummond de Andrade.

Quem passar pelo local, a partir de 10h, poderá levar um livro para ler em casa. Serão distribuídos gratuitamente cerca de 1.000 títulos para adultos, jovens e crianças, de autores novos e consagrados como Jorge Amado, Luis Fernando Verissimo, Martha Medeiros, Gabriel García Marquez, James Joyce, Machado de Assis, Thalita Rebouças, J.R.R. Tolkien, entre muitos outros. Todos provenientes de doações.

Haverá também contação de histórias por parte da Taberna dos Bardos, projeto irmão do Livro de Rua, que tem por objetivo não só divertir crianças e adultos, mas despertar nas pessoas o interesse pela leitura.

Como já é praxe em nossas atividades, os livros são de graça e não há qualquer burocracia. Apenas um compromisso: terminada a leitura, passá-los adiante para um conhecido, amigo ou parente, ou deixá-los em um local público, como bar, padaria, farmácia etc.

Ler e passar adiante  é o slogan do Livro de Rua, que no ano passado distribuiu mais de 5.000 livros, a maior parte em regiões de baixa renda. Em quatro anos, o projeto de democratização da leitura, ligado ao Instituto Ciclos do Brasil, distribuiu gratuitamente 13 mil livros.

Entre nessa onda você também. Participe! Pegue seu livro na Biblioteca na Praia e também faça sua doação. Sem os doadores o projeto não existiria.

 

%d blogueiros gostam disto: